CERMI apoia ex-formando que venceu concurso nacional Startup Weekend 2019

Este ano o evento contou com mais de 250 participantes e teve como lema “o empreendedorismo sustentável”.

Avínio de Pina, de Calheta de São Miguel, ilha de Santiago, foi o grande vencedor do certame, com uma ideia de negócio denominada Alvis Fotovoltaico.

O jovem de 23 anos formou-se em Instalação e Manutenção de Sistemas Fotovoltaicos de Produção de Energia no CERMI, uma fase da sua vida que ele muito valoriza.

“Com essa formação ganhei muita bagagem, e além disso fiz muita prática durante esse período, o que contribuiu para o meu desenvolvimento profissional”, considerou, a propósito, para explicar a opção, agora tomada, de querer materializar as suas ideias.

Ao concurso de startup, Avínio de Pina concorreu com um projecto de criação de uma empresa de manutenção na área das Energias Renováveis, que desenvolveu em conjunto com outros jovens formados no mesmo domínio, uma vez que as candidaturas deveriam ser feitas em grupos.

“Trata-se de uma empresa inovadora. Sei que existe concorrência mas trata-se essencialmente de empresas que comercializam equipamentos, o que ainda não temos condições de fazer. Por isso, optámos pela manutenção, que constitui o ponto forte e a principal atividade do nosso negócio”, especificou.

Em relação ao nome, explicou que ALVIS significa (Ambiente, Limpo, Verde, Independente e Sustentável), ficando claro que o fotovoltaico será a área de actuação. A sede da empresa será em Calheta de São Miguel, na ilha de Santiago, e o próximo passo para a instalação da startup será a constituição da equipa de trabalho e de gestão.

Mas este é apenas o primeiro passo para Avínio de Pina e os seus companheiros, que têm a ambição de, no futuro, alargar o âmbito de actuação da empresa e conquistar o mercado nacional, segundo prespectivou o empreendedor.

Neste projecto, Avínio de Pina não está só. Conta com o apoio institucional do CERMI – onde se formou – que disponibiliza toda a ajuda possível, no quadro da sua incubadora “Spin-off”, que tem por missão impulsionar os formandos e ex-formandos do centro na criação dos seus próprios negócios.